.posts recentes

. Olá amigos!

. ...

. ...

. ...

. Sabe bem dizer adeus às c...

. "Embora ninguém possa vol...

. Sonho e amor

. Taras e manias

. Só tu consegues ser o meu...

. A vida

.arquivos

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2006

Palavras de amor

Há palavras que nos beijam como se tivessem boca, palavras de amor e de esperança louca. São palavras que escrevo quando à noite perco o teu rosto, palavras que aparecem nos muros do meu desgosto. Às vezes, são coloridas. Às vezes, não têm cor, aparecem de repente. Será poesia ou amor?
São palavras que me levam onde a noite é mais forte, ao silêncio de quem ama, dos que têm essa sorte... Letra a letra vou escrevendo esta dor, com a minha mão formam-se palavras, depois frases, no fim um poema vindo do coração...

publicado por egasmoniz às 22:34

link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De Paula a 28 de Janeiro de 2006 às 17:04
adoro adoro...adoro essa frase "existem palavras qu nso beijam como se tivessem boca"... quem escreveu isto é um génio...
beijos an tua soul


De Lagoa_Azul a 28 de Janeiro de 2006 às 14:39
..palavras de amor, doces e carinhosas, sussurradas ao sabor da mente, que encantam que as ouve e deliciam que as pronuncia..resto bom fds, beijos com carinho.


De Ana a 28 de Janeiro de 2006 às 10:01
Quando sentimos, a nossa alma enche-se de poesia...
A inspiração vem, sabe-se lá de onde, porque apenas transpomos para o papel o que nos vai na alma.
Muitas vezes releio o que escrevo e nem sei se fui eu, mas tá lá. Tá tudo lá...Tudo o que sinto e que não sei dizer, escrevo....e ao escrever liberto-me, fluo entre mil palavras que só eu entendo, e sinto-me despejar a harmonia. É bom sentir-me livre e liberta, por isso escrevo...
Por isso escrevemos...

Jinhus
Ana


De Taty a 27 de Janeiro de 2006 às 23:58
...e, uma vez mais, o poder das palavras. Conseguimos, através delas, exprimir a imensidão de coisas que sentimos e, por vezes, não é fácil, a alegria mistura-se com a tristeza e com a angústia mas esperamos que apareça, sempre, a palavra certa para definir aquele nó no coração que estamos a sentir...
Sabem...hoje é dificil exprimir o que estou a sentir, misturado com uma profunda tristeza, uma angústia assalta o meu coração e faz peso no meu peito, como acham que posso definir o que sinto?
um grande beijo para voces e uma noite descansada *


De Maria Papoila a 27 de Janeiro de 2006 às 22:47
"... e para além do espaço desta voz, falarei quase em silêncio, com medo que se apaguem as palavras que em mim, já estão gravadas... hoje pesaram mais do que todos os silêncios, mas eu diria que sempre o amor existe." Beijo


De Jac a 17 de Outubro de 2006 às 03:45
Lindo vir aqui e encontrar pessoa tão geniais... Parabéns pelas letras escritas...


De Jac a 17 de Outubro de 2006 às 03:45
Lindo vir aqui e encontrar pessoa tão geniais... Parabéns pelas letras escritas...


De Celta a 14 de Setembro de 2007 às 13:53
O próprio ar que nos beija, as lágrimas das luas longas, o mel das palavras brisas, existem nas nossas e nas almas idas...

Palavras flores para ti, que me encantas-te!


Celta


celtadehonra@gmail.com


De Andre Maciel a 4 de Novembro de 2010 às 21:43
Há palavras que nos beijam como se tivessem boca, palavras de amor e de esperança louca. São palavras que escrevo quando à noite perco o teu rosto, palavras que aparecem nos muros do meu desgosto. Às vezes, são coloridas. Às vezes, não têm cor, aparecem de repente. Será poesia ou amor?
São palavras que me levam onde a noite é mais forte, ao silêncio de quem ama, dos que têm essa sorte... Letra a letra vou escrevendo esta dor, com a minha mão formam-se palavras, depois frases, no fim um poema de amor...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds