.posts recentes

. Olá amigos!

. ...

. ...

. ...

. Sabe bem dizer adeus às c...

. "Embora ninguém possa vol...

. Sonho e amor

. Taras e manias

. Só tu consegues ser o meu...

. A vida

.arquivos

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Terça-feira, 18 de Outubro de 2005

Amador sem coisa amada

Resolvi andar na rua
com os olhos postos no chão.
Quem me quiser que me chame
ou que me toque com a mão.

Quando a angústia embaciar
de tédio os olhos vidrados,
olharei para os prédios altos,
para as telhas dos telhados.

Amador sem coisa amada,
aprendiz colegial.
Sou amador da existência,
não chego a profissional.

*António Gedeão*

publicado por egasmoniz às 17:27

link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De Ladyarweentwotowers a 18 de Outubro de 2005 às 22:57
Tive de dar uma vista de olhos primeiro, mas já cheguei à conclusão que este teu blog é tão ou mais maravilhoso que o outro. Continua! Quanto ao tal receio mete-o no bolso, se achares que o deves fazer faz-lo.Não receies de lhe perguntar, ao fim e ao cabo está longe, mal não te irá fazer, já que o destino assim te propos, mas pensa bem, porque até poderás encontrar aquela que realmente mexeu contigo. A vida por vezes é sarcástica e prega-nos partidas, por isso pensa bem e mede os teus sentimentos. O tempo é um bom professor e também um bom curandeiro, mas por vezes há feridas que nunca chegam a cicatrizar, por mais que possamos pensar que sim.Mas não quero influênciar, não cabe a mim, mas ti. Jokas


De 25MAX04 a 18 de Outubro de 2005 às 22:09
Quem queres tu que eu veja? Quem é a Lua que está perto do seu Sol?


De Maria Papoila a 18 de Outubro de 2005 às 20:02
Esta escolha deste poema de António Gedeão..."sou amador da existência, não chego a profisional" é brilhante, na sequência de teu anterior post! Força amadora, e beijo.


De cris a 18 de Outubro de 2005 às 19:43
É verdade , me expressei mal colocando so a pagina inicial do site, mas como gostas de poesia tem la a pagina com poemas do muitos poetas, incluindo da poetisa que mais admiro, Florbela Espanca, http://www.secrel.com.br/jpoesia/ (http://www.secrel.com.br/jpoesia/) , este é a pagima em que podes aceder por ordem alfabética a todos os poetas, na pagina principal terias que escolher arte e cultura, desculpa pela informação incompleta, quanto ao teu post de hoje gostei, mas te sugiro que olhes sempre para as tenhas e telhados, do que para as pedras da calçada ;) , tem resto de muito boa noite, beijos.


De Paula a 18 de Outubro de 2005 às 18:04
olá,olá!
Esse poema não conhecia mas gostei.
Eu também sou uam amadora da existência, porém ja´tenho uma coisa amada...
bonitos pensamentos os aqui deitados neste blog...
beijso doces**


De Daniel a 18 de Outubro de 2005 às 17:55
Este texto é algum anuncio, ou é impressão minha?


De 25MAX04 a 18 de Outubro de 2005 às 17:30
Obrigado CRIS por te lembrares de mim, mas esse endereço, vai ter a um site (que hospeda blogs) não ao blog.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds