.posts recentes

. Olá amigos!

. ...

. ...

. ...

. Sabe bem dizer adeus às c...

. "Embora ninguém possa vol...

. Sonho e amor

. Taras e manias

. Só tu consegues ser o meu...

. A vida

.arquivos

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Domingo, 21 de Agosto de 2005

O mau uso da razão e do coração

erros.jpg

publicado por egasmoniz às 10:27

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sábado, 20 de Agosto de 2005

Poema do coração


Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
e também a Bondade,
e a Sinceridade,
e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração.
Então poderia dizer-vos:
"Meus amados irmãos,
falo-vos do coração",
ou então:
"com o coração nas mãos".

Mas o meu coração é como o dos compêndios.
Tem duas válvulas (a tricúspida e a mitral)
e os seus compartimentos (duas aurículas e dois ventrículos).
O sangue ao circular contrai-os e distende-os
segundo a obrigação das leis dos movimentos.

Por vezes acontece
ver-se um homem, sem querer, com os lábios apertados,
e uma lâmina baça e agreste, que endurece
a luz dos olhos em bisel cortados.
Parece então que o coração estremece.
Mas não.
Sabe-se, e muito bem, com fundamento prático,
que esse vento que sopra e ateia os incêndios,
é coisa do simpático.
Vem tudo nos compêndios.

Então, meninos!
Vamos à lição!
Em quantas partes se divide o coração?

António Gedeão


Quanto a ti eu não sei, mas o meu coração só tem uma parte, aquela que é louca por ti...

publicado por egasmoniz às 10:55

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Agosto de 2005

deixar de lutar

11220866.jpg

publicado por egasmoniz às 08:48

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Agosto de 2005

...

paraiso.jpg

publicado por egasmoniz às 09:11

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Agosto de 2005

presta mais atenção ao teu redor...

passos.jpg

publicado por egasmoniz às 11:12

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Terça-feira, 16 de Agosto de 2005

Agarrem-se às coisas boas da vida...

doni.jpg

publicado por egasmoniz às 09:38

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Agosto de 2005

o amor!

mc.jpg

Mas como nada voa só com uma asa, temos que encontrar a nossa "asa gémea", pois só assim conseguiremos concluir a nossa viagem até Ele!
Vamos, vamos toca a procurar...!

publicado por egasmoniz às 10:23

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Domingo, 14 de Agosto de 2005

Parabéns para o meu blog

birthday.jpg
Faz hoje uma ano, que comecei (oficialmente) com a minha aventura digital, na altura com o blog nº 1.
Fazendo o balanço, não digo que foi um sucesso, pois o meu objectivo era chegar ao TOP25( era preciso triplicar as visitas diárias), mas conheci muita gente e recuperei de uma desilução amorosa...
Por tudo isto, parabéns para o meu blog, parabéns para o mim!

publicado por egasmoniz às 23:37

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Sábado, 13 de Agosto de 2005

ANNABEL LEE (de Edgar Allan Poe)

Foi há muitos e muitos anos já,
Num reino ao pé do mar.
Como sabeis todos, vivia lá
Aquela que eu soube amar;
E vivia sem outro pensamento
Que amar-me e eu a adorar.

Eu era criança e ela era criança,
Neste reino ao pé do mar;
Mas o nosso amor era mais que amor --
O meu e o dela a amar;
Um amor que os anjos do céu vieram
a ambos nós invejar.

E foi esta a razão por que, há muitos anos,
Neste reino ao pé do mar,
Um vento saiu duma nuvem, gelando
A linda que eu soube amar;
E o seu parente fidalgo veio
De longe a me a tirar,
Para a fechar num sepulcro
Neste reino ao pé do mar.

E os anjos, menos felizes no céu,
Ainda a nos invejar...
Sim, foi essa a razão (como sabem todos,
Neste reino ao pé do mar)
Que o vento saiu da nuvem de noite
Gelando e matando a que eu soube amar.

Mas o nosso amor era mais que o amor
De muitos mais velhos a amar,
De muitos de mais meditar,
E nem os anjos do céu lá em cima,
Nem demônios debaixo do mar
Poderão separar a minha alma da alma
Da linda que eu soube amar.

Porque os luares tristonhos só me trazem sonhos
Da linda que eu soube amar;
E as estrelas nos ares só me lembram olhares
Da linda que eu soube amar;
E assim 'stou deitado toda a noite ao lado
Do meu anjo, meu anjo, meu sonho e meu fado,
No sepulcro ao pé do mar,
Ao pé do murmúrio do mar.



publicado por egasmoniz às 18:08

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Agosto de 2005

amámo-nos até ao nascer do sol

amor na madrugada.jpg

publicado por egasmoniz às 10:24

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds