.posts recentes

. Olá amigos!

. ...

. ...

. ...

. Sabe bem dizer adeus às c...

. "Embora ninguém possa vol...

. Sonho e amor

. Taras e manias

. Só tu consegues ser o meu...

. A vida

.arquivos

. Junho 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2005

Sonhar é amar-te!

Escrevo, aqui isolado de ti e do mundo,
a minha dolorosa paixão, o meu exdrúxulo sentimento.
Talvez seja este o meu eterno quadro,
aquele em que me verás miserável, faminto de amor!

Ah! Pudesse eu por uma vez te ter para mim
e sentir que eras o meu porto seguro,
que me protege dos infortúnios do mar bravo,
aquele que devora homens e sonhos, amores e esperanças...

Porque quem ama não sabe o que ama, nem o que é amar,
vive apenas o seu sonho e é feliz!
Pensa nisso não como filosofo, mas como apaixonado,
Até que deixa de sonhar, no seu sono, no seu leito.

Porque é que amo infinitamente o finito
e desejo possivelmente o impossivel?
Porque é que quero tudo e nada me satisfaz?
Porque é que te amo se sei que não existes,
na minha vida senão em sonhos?

Peço-te, deixa-me ser o sonhador iludido que em tempos fui!
Deixa-me viver (mesmo que falsamente) feliz, de sorriso nos lábios!
Fica, para sempre na minha memória,
Pois recordar é viver e amar é amar-te, sonhando...!

(Edgar Lopes - 3/12/05)

publicado por egasmoniz às 18:12

link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De Tati - Brasil a 6 de Dezembro de 2005 às 22:55
Ed! Que poema mais lindo é esse, me diz!!? É profundo e veroz... tem sede de amor e carinho por alguém inalcansável.. é delicado ao mesmo tempo que insita uma tristeza que devora o coração... Fiquei feliz com teu poema, pela qualidade visível dele, mas triste por saber que estás sofrendo por alguém. Ninguém merece tuas lágrimas, pequenino.. ninguém! Diga a mim quem é e vou "bater" nessa menina :o) Te adoro Ed.. se cuida e continua escrevendo. Certamente tem o dom! É um poeta!


De Maria Papoila a 6 de Dezembro de 2005 às 14:09
Belíssimo este poema sobre as emoções do amor que como emoções não se explicam nem a quem ama. E quem ama quase que sonha amar... Dizia o Avô de Jean Cristhophe (Romain Rolland) a seu neto aquando da sua primeira desilusão amorosa "Não se ama, quer-se amar! Amar, é um dom de Deus. Pede-Lhe que Ele To conceda!" Amar é pessoal. Gostei muito e pus-me a divagar...Desculpa-me! Beijo


De Brisa a 6 de Dezembro de 2005 às 13:33
Obrigado pela tua visita, ainda tenho muito a aprender...tudo o que publicas no teu blog tem muito sentimento, só alguém que amou de verdade o pode fazer dessa maneira.
A vida ás vezes parece-nos injusta, mas acredito que tudo tem uma razão de ser e ñ vale apena nós tentarmos saber onde erramos, mas seguir em frente, pois quando menos esperamos o amor volta a aparecer na nossa vida, digo isto por experiência própria. Beijinho e muito obrigado...


De Maria a 6 de Dezembro de 2005 às 11:24
É no sonho do amor que me revejo também,as emoções palpitam na alma e a melodia vibra intensamente.Gostei muito do teu poema.Beijinhos
MariaII


De Taty a 5 de Dezembro de 2005 às 23:00
...e tudo isto faz parte do amor, do teu, do meu e do de muita gente como que, como nós, também sente assim as emoções. Parabéns pelo poema...
um beijinho grande e uma noite descansada*


De Lagoa_Azul a 5 de Dezembro de 2005 às 20:19
Simplesmente maravilhoso, adorei do pricipio ao fim, o sentimento de encantamento que tive ao ler este poema, me fez lembrar um pouco de mim..Max pede ao Edgar para que deixe tu publicares os seus poemas lindos ;) ...Boa semana para ti, resto noite feliz, beijos...


De Ana a 5 de Dezembro de 2005 às 18:42
Este texto tá muito giro, é daqueles que se lêm com os olhos, mas só se compreendem com o coração!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds